Como se preparar para a mudança do novo ensino médio?

A mudança do Ensino Médio organizada com base na medida provisória n° 748/16, sancionada pelo Presidente da República Michel Temer em fevereiro de 2017, é um tema que tem polemizado conversas entre educadores e pais de todo o país.

O objetivo dessa nova lei é aproximar os alunos das transformações do mercado de trabalho, possibilitando uma formação mais atualizada. Dentre as mudanças previstas estão as exclusões de disciplinas, profissionais sem licenciatura plena poderão dar aulas no eixo profissionalizante, ensino integral, alteração na estrutura educacional de aprovação, entre outros.

Esse novo modelo de ensino vai trazer grandes impactos para as escolas, envolvendo diversas áreas da instituição. Então fica a pergunta, como se preparar para a mudança do Ensino Médio? Primeiramente, as escolas precisam investir em planejamento.

Um planejamento eficaz é oriundo de um bom sistema de gestão escolar. Este se torna necessário para auxiliar na implementação das novas diretrizes que precisam ser aplicadas, otimizando o processo de regulamentação dos novos procedimentos.

As escolas precisam implementar a BNCC-EM, Base Nacional Comum Curricular até 2020, para que possam dar início às primeiras turmas do Novo Ensino Médio em 2022. Este prazo está descrito nos artigos 12, 13, e 14 da Resolução n° 4, do CNE/CP, publicada em 17/02/2018.

Resolução nº 4, do CNE/CP – Art. 12. As instituições ou redes escolares podem, de imediato, alinhar seus currículos e propostas pedagógicas à BNCC-EM, nos termos desta Resolução e das Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio definidas pela Resolução CNE/CEB nº 3/2018.

Para saber mais sobre a lei Geral de Proteção de Dados Pessoais clique aqui e leia o parecer detalhado.

Veja também: Como ficam os reajustes das anuidades escolares para 2020?

Deixe uma resposta